Dicas e Curiosidades || Dica: Resposabilidades do dono

Dica: Resposabilidades do dono
Dica: Resposabilidades do dono

Que o cão é o melhor amigo do homem nos já sabemos, os cães são exemplos de fidelidade e dedicação para com os donos e as pessoas que com eles convivem.
Mas será que você está sendo um bom dono e amigo para seu cão???

Algumas dicas para você se tornar um dono exemplar:

Adotando ou comprando um cão
Antes de adotar ou comprar um animalzinho será indispensável que se reflita sobre alguns aspectos. Haverá meios de cuidados fundamentais necessários? Haverá recursos financeiros para alimentá-lo e dar-lhe tratamento médico? Haverá tempo para se dedicar, brincar, passear, enfim, tratá-lo com amor e atenção?
Se a resposta for ”não”, não adote e não compre.
Mas se a resposta for sim… Ainda assim, saiba aqui os compromissos que você terá que assumir.

Alimentação Correta
É um dos cuidados mais básicos. Significa não só dar comida, mas sim manter o animal bem alimentado, dando-lhe uma ração específica para sua espécie, em quantidades adequadas, e fornecendo-lhe sempre água fresca.

Local adequado
Nunca se deve deixar um animal ao relento, sem ter onde se abrigar do calor, do frio ou da chuva. O melhor lugar para um amigo é perto de nós. Se isso não for possível, por alguma razão, dê- uma casa confortável para se proteger, um ambiente adequado com espaço suficiente de acordo com o porte do animal.

Vacine-o
Todo animal deve ser vacinado quando filhotes, e o reforço da vacinação deve ser dado anualmente. Os cães devem ser vacinados a partir dos 45 dias, contra parvovirose, cinomose, coronavirose, raiva, hepatite infecciosa, leptospirose, parainfluenza, adenovirose e traqueobronquite.

Castração é um ato de amor
Castrando os animais é ajuda a evitar que haja mais animais abandonados. A cada ano, centenas de filhotes indesejados são jogados nas ruas. A maioria morre antes de completar um ano. Mesmo que você esteja convicto de que não abandonará uma ninhada, pense mesmo assim. Não é fácil conseguir um lar adeuqado para todos os filhotes, onde ele terá cuidados, amor e carinho, e você nunca terá garantias de que serão bem tratados.
Além disso, a castração o tornará mais carinhoso e tranqüilo, as chances de fuga serão menores, alem de menores as chances de tumores nas fêmeas e de inflamação da próstata e testículos nos machos.
Os animais podem ser castrados a partir dos quatro meses.

Rua X Animal
Rua não é lugar para os animais. Mesmo que você more em um bairro ou cidade tranqüila, não exclui o risco de maus tratos ou de um atropelamento. Mantenha seus animais de sua residência. Evitando problemas para ele, para você e inclusive para outras pessoas e animais.

O Lar não é prisão
Jamais deixe seu cãozinho acorrentado ou trancado dentro de um canil. Manter animais presos desta forma, sem nenhuma possibilidade de movimentação, é um ato de crueldade.
Lembre-se sempre que sua casa é um lar para o animal, não uma prisão, onde ele será obrigado a viver na solitária.

Não castigue ou maltrate
Punição não adianta nada, e não corrige comportamentos indesejados. Bater no animal, além de ser um ato de extrema covardia, fará com que ele se torne medroso e inseguro, o que não é bom nem para ele nem para você.

Tratamento veterinário
O profissional mais indicado para cuidar de seu animal é o médico veterinário. Procure um veterinário sempre que necessário, para orientação, vacinação, ou se o animal apresentar qualquer sintoma de doença.

Civilidade e higiene
Ao sair na rua com seu cãozinho, recolha toda a sujeira que ele fizer. Não polua as vias públicas. Lembre-se que você é responsável por qualquer dano que o animal causar, e por qualquer coisa que ele fizer. Cães devem ser levados na coleira sempre. Além de manter a higiene no local onde o cão vive.

Seja companheiro
Aprenda a respeitar o jeito de ser de cada animal. É isso que o faz único. Trate-o sempre com carinho e amor. Procure compreender que tudo o que ele faz é para agradá-lo e fazer-se digno do seu amor. Aceite esse amor incondicional. Ninguém será capaz de amá-lo de forma tão desinteressada e isenta de julgamentos como seu animal.

Nas dificuldades, o responsável será você!
Nem sempre as coisas são como desejamos… Nem sempre nossos animais se comportam da forma esperada. Mas lembre-se de que você é responsável por ele, seja como for, aconteça o que acontecer. E que ninguém abandona um filho porque teve mau comportamento, se envolveu com drogas, meteu-se em encrencas…

Não o desampare na velhice
Não é justo que você se desfaça do animal justamente na fase em que ele mais precisará de você. Nossa sociedade é extremamente injusta com os idosos. Não seja você mais um a engrossar as fileiras da indiferença e da falta de gratidão. Seu animal o amou e compreendeu a vida inteira… Cuide dele até o fim.

Não o abandone
NUNCA o abandone. Animais abandonados são presa fácil das piores crueldades. Não caia na conversa de que sempre haverá ”alguma alma boa” que cuide dele. A realidade não é essa.

Em resumo, para ser um bom dono você deve praticar!

Um dono responsável é aquele que:
– vacina o cão anualmente;
– passeia com o cão todos os dias, para que ele se exercite e se socialize com outros cães e com as pessoas, principalmente se ele vive em apartamento ou em locais menores.
– oferece ao animal um alimento balanceado, próprio para cães, evitando dar comida caseira;
– mantém limpo o local onde o cão fica, com água fresca à disposição;
– procura o médico veterinário quando o cão adoece, e não tenta medicá-lo por conta própria;
– medica contra vermes periodicamente;
– mantenha a higiene;
– usa sempre coleira e guia ao levá-lo passear na rua;
– coloca uma identificação na coleira do cão para que ele possa ser devolvido em casos de perda ou fuga do animal;
– recolhe as fezes do cão em locais públicos;
– no caso de cães de guarda, toma medidas de segurança para que o cão não venha a ferir pessoas ou outros cães: adestramento básico, muros altos, portões sempre fechados, uso de guia, placas de sinalização indicando a presença de cão de guarda;
– não permite que seu animal acasale indiscriminadamente, o que gera um grande número de cães sem donos nas ruas;
– não permite que seu cão fique solto nas ruas.

Se você já pratica tudo isso, você é um dono responsável.

Se ainda não prática, siga essas condutas. Temos certeza que você, seu cão e a comunidade conviverão muito melhor!g

COMENTÁRIOS

← VOLTAR

Publicidade

Concurso de Fotos para Cachorro